terça-feira, 22 de janeiro de 2013

L&M BLUE LABEL

Teores:

ALCATRÃO - 7.0
NICOTINA - 0.6
MONÓXIDO - 9.0

Olá, amigos! É com muita satisfação e gratidão que venho dizer que passamos de 10.000 visualizações. Na verdade, estamos quase chegando a 10.300 visualizações no momento em que escrevo isso. Por esse motivo, quero agradecer a todos que têm visitado o blog e nele feito vários comentários. Quando comecei a escrevê-lo, mal acreditava que haveria pessoas que o visitariam. Hoje, fico muito feliz com a quantidade de pessoas que participam dos comentários e opinam. Muito obrigado a todos vocês. Espero que vocês sempre gostem das postagens, e fico à disposição para quaisquer sugestões que tenham. Hoje, darei continuidade à marca L&M com o seu segundo cigarro. O primeiro foi o L&M Silver Label, que levou um merecido 10.0, e hoje falaremos sobre o L&M Blue Label.

Bem, a embalagem dele é igual àquela mencionada na postagem anterior. Trata-se de um maço mais rígido, chamado de "rigid soft pack". Ele tem um adesivo que se abre e se fecha, protegendo melhor os cigarros. Não é meu tipo favorito de embalagem, e devo alertar que pedaços do fumo podem ficar grudados no adesivo, mas isso não tira nenhum mérito do cigarro. O design no filtro é, assim como na versão Silver Label, muito atraente. Há um círculo todo prateado com o nome L&M no centro; ao redor desse círculo, uma linha azul que o contorna, assim como uma listra azul bem discreta. Muito bom gosto!

Bem, mas como não só de design e embalagem um cigarro é feito, vamos aos detalhes sobre o tabaco:

Que cigarro gostoso! Comentei isso sobre o Silver Label, mas esse Blue Label é ainda melhor (provavelmente por causa dos teores mais altos). Que tragada encorpada, saborosa e deliciosa! Na minha opinião, tem tudo que um fumante quer em um cigarro. Acho que a originalidade do L&M está na mistura que ele tem do adocicado com o amargo. No início da tragada, pode-se sentir o sabor mais doce, que é substituído por um gosto levemente amargo em seguida, resultando em uma mescla extremamente agradável que potencializa o efeito do cigarro. Além disso, é levemente tostado, e isso dá ainda mais corpo à tragada. Tudo na medida certa! Equilíbrio perfeito entre o doce e o amargo, evitando que o cigarro se torne enjoativo.

Não irrita a garganta, e deixa o aroma normal nos dedos e na roupa. Excelente escolha para aqueles que apreciam os cigarros intermediários (nem tão fortes, nem tão suaves).

NOTA: 10.0






5 comentários:

  1. Achei ele um tanto tostado (se sente logo na primeira tragada), mas nada exagerado.

    Para o meu paladar é doce.

    Estou descobrindo que prefiro cigarros menos doce.

    Agora tem outra questão também: O tipo de doce.

    O adocicado desse LM Azul tem uma pequena dose de um sabor que me desagrada, da mesma forma que o adocicado do LM Prata, mas não chega a ser algo que incomode a ponto de não querer comprar novamente.

    O cheiro nas mãos achei menos fortes que comparado a outras marcas de teores similares.

    ResponderExcluir
  2. Seguinte, quando a nicotina é igual ou mais alta que o monóxido o cigarro TENDE a ficar mais forte (geralmente os iniciantes não gostam). Agora, quando a nicotina é bem mais baixa que o monóxido a sensação é mais agradável, principalmente para quem ainda não está "calejado". O monóxido da uma camuflada na nicotina e o cigarro fica com aquela fumaça mais densa, mais encorpada e até com um sabor melhor, mas por outro lado se perde aquele prazer de relaxamento que só a nicotina traz, principalmente aquele prazer prolongado após o cigarro ter queimado por completo (deleite rs).

    O cigarros L&M não são equilibrados em teores (vide o degrau entre a nicotina e o monóxido).

    Eu tenho preferência pela nicotina mais alta, mas isso aí já vai de cada um.

    Abraço pessoal e viva as 10 mil visitas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Thiago! Como vai? Faz todo sentido isso que você falou. Realmente esse L&M Blue Label tem um degrau imenso entre nicotina e monóxido (3 números). Na maioria dos cigarros, esse degrau é de 1 ou 2 números. Percebo também que é raro encontrar cigarros em que a nicotina é igual ao monóxido ou mais alta que ele. Só estou conseguindo me lembrar dos seguintes:
      - Lucky Strike (0.9 de nicotina - 9.0 de monóxido);
      - Dunhill Nanocut (0.7 de nicotina - 5.0 de monóxido);
      - Muratti Argento (0.2 de nicotina e 2.0 de monóxido);
      - Muratti Lungo (0.8 de nicotina - 8.0 de monóxido);
      - Free One i-taste (0.1 de nicotina - 1.0 de monóxido);
      - Free Blue i-taste (0.4 de nicotina - 4.0 de monóxido);
      - Free Red i-taste (0.7 de nicotina - 7.0 de monóxido)

      Embora ainda não comentado aqui, o Dallas Vermelho (da Philip Morris) também tem um degrau de três números entre nicotina e monóxido (0.7 de nicotina e 10.0 de monóxido). Já experimentei esse cigarro, mas vou deixar para falar sobre ele quando a marca Dallas tiver seu espaço aqui no blog.

      É isso... Abraço e boas fumaceiras!

      Excluir
  3. Esta embalagem com janelinha ficou muito ruim. Agora laçaram a caixinha boxe que ficou Show mas, o selo da Receita parece que foi fundida na embalagem.

    ResponderExcluir
  4. VaporFi is the best electronic cigarettes provider.

    ResponderExcluir