domingo, 10 de março de 2013

FREE iTASTE SILVER

Teores:

ALCATRÃO - 1.0
NICOTINA -0.1
MONÓXIDO - 1.0

Olá, amigos! Finalmente estamos começando uma nova marca! A partir de hoje, começaremos a analisar o famoso cigarro Free, fabricado pela Souza Cruz. A marca foi lançada em 1984 para competir no segmento de baixos teores. Na época, o cigarro Galaxy (atual Muratti), fabricado pela Philip Morris, era líder nesse segmento havia vinte anos. Porém, Souza Cruz lançou o Free e, com uma cuidadosa e pesada campanha de marketing, conseguiu derrotar seu concorrente. Deixo bem claro que, para mim, nada supera Galaxy/Muratti (creio que sempre vai ser o melhor cigarro que já experimentei). O cigarro Free se tornou grande sucesso entre os fumantes e se mantém bem sucedido até hoje, mesmo com as recentes mudanças, as quais foram alvos de constantes queixas. Por volta do início de 2012, o cigarro Free normal foi substituído por uma nova linha: o Free iTaste. Esse novo produto possui um fio condutor que liga o tabaco à extremidade do filtro, acentuando o sabor do cigarro. Além disso, o design da embalagem e do filtro mudou, ficando muito mais moderno. Desde que a linha iTaste foi introduzida, muitas foram as pessoas reclamando sobre a mudança. Alegaram que o sabor havia sido modificado, ficando mais amargo e forte. Algumas até afirmaram que o novo Free lhes dava dor de cabeça, náusea, tontura, etc. Ainda assim, a quantidade de pessoas que continuam fumando Free é absurdamente grande, o que nos leva à conclusão de que a rejeição da linha iTaste foi grande para alguns, mas a aceitação acabou superando. O cigarro de hoje é o Free iTaste Silver, antes conhecido como Free One. Ele é o cigarro mais suave existente no mercado. O segundo mais suave, o Muratti Argento, já foi analisado aqui no blog (quem quiser ver a postagem, vá ao link Muratti na sessão dos Atalhos). 

Vamos falar sobre a embalagem. O Free iTaste Silver só é vendido em box, o qual é altamente moderno e bonito. Há o nome Free na vertical, lido de baixo para cima, na cor prateada. O design é todo em alto relevo, e o box é bastante resistente. No cigarro, há uma faixa prateada com o nome iTaste. No filtro, há o nome Free escrito na vertical. Tudo muito bem feito. Na extremidade do cigarro (onde se coloca a boca), pode-se ver um ponto azul, que é a extremidade do fio condutor anteriormente citado. 

Vamos aos detalhes sobre a tragada:

Nem preciso dizer que o cigarro é extremamente fraco. Com os teores que tem, ninguém esperaria uma fumaceira absurda. É absolutamente suave, produzindo quantidade bem pequena de fumaça. Impossível não compará-lo ao Muratti Argento (1.0 - 0.2 - 2.0 de alcatrão, nicotina e monóxido respectivamente), já que o Free foi lançado justamente para competir com o Galaxy. A diferença entre os dois é que Muratti Argento é mais adocicado, mais tostado e produz mais fumaça. O Free iTaste Silver é um pouco mais suave, mas também perde no sabor. A tragada é agradável, mas não senti aquele tostado de que tanto gosto. O tabaco, durante segundos, parece variar entre o adocicado e o amargo. Ainda assim, fica mais no amargo. O curioso é que, quando apagado, o cigarro tem cheiro muito doce. Algo como chocolate! Quando se acende, no entanto, fornece tragadas mais amargas. Uma característica bastante curiosa que pude perceber é que, enquanto fumava, o cigarro parecia ter uma leve essência de sabonete! É muito difícil de explicar, mas parece que senti sabor de sabonete! Não, companheiros, eu nunca comi sabonete, e nem pretendo. Mesmo assim, algo no sabor do Free iTaste Silver me remeteu ao aroma/sabor de sabonete. É uma característica que talvez só eu tenha notado, e que parece absurda, mas foi o que consegui perceber ao fumar o cigarro. Mesmo assim, esse leve sabor de sabão não me incomodou. Deu a impressão, na verdade, de deixar minha boca mais limpa. Podem rir, mas estou sendo extremamente franco e relatando tudo o que consegui sentir desse cigarro.

Não é meu preferido, e certamente prefiro o Muratti Argento se quiser um cigarro hiper suave. Entretanto, não o considero ruim. Nem mesmo o curioso sabor de sabonete me incomodou. Boa alternativa para quem quer cigarros muito, muito fracos. Não deixa quase nenhum cheiro nas mãos e nas roupas e não irrita a garganta.

NOTA: 8.0





24 comentários:

  1. Roberto, essa analogia com o sabonete foi perfeita.

    O que eu sempre percebi no Free One foi a química absurda, um cheiro de formol bem forte. Um cigarro bem neutro (sem sabor) e de fumaça rala.

    Como eu disse em outro poste, só acho interessante fumá-lo quem está tentando parar.

    Outra coisa, pra quem acha que esse cigarro faz menos mal por causa dos teores baixos está enganado, isso é um mito sem tamanho. Para se baixar os teores do tabaco dessa forma não imaginamos os processos químicos que há por trás desse ciagarro. Tabaco puro tem teores altos por natureza.

    Ah só mais uma coisa, esse cigarro é volátil ao ar livre uhauaha

    Obs: Esse box é lindo.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Thiago! Cigarros com teores mais baixos não fazem menos mal. São mais fracos, isso sim, mas não são menos nocivos. São bons, realmente, para quem quer parar de fumar, ou para aqueles que preferem cigarros bem fracos mesmo. O que podemos notar é que, quanto mais altos os teores do cigarro, menos gosto de química ele tem. Marlboro Red, por exemplo, tem sabor de tabaco mesmo, puro tabaco. Já Marlboro Silver, bem mais fraco, tem mais gosto de química.

      Uma coisa que noto é que toda a linha iTaste tem um leve sabor de sabonete. Mas, confesso, eu acho isso até legal! Auhauahuahuahauahuahuahauahua...

      Realmente o box dos Frees iTaste são muito bonitos!

      Abraço e... boas fumaceiras!

      Excluir
    2. "Free, uma questão de bom senso". Ahh, este slogan! Experimentei hoje o iTaste Red (já tinha prometido um post dele em meu blog) e não sei se o sabonete seria o termo que eu usaria, mas definitivamente eu sinto um sabor bem diferenciado no cigarro. Eu gostei! Mas não trocaria meu Carlton Blend pelo Free Red ahuieuaheuihae

      Também acho interessante que o papel na parte interna do box diz "Free Upgrade" e "Equilibrio ideal de sabor" detalhes que deixam o box bem elegante até por dentro e concordo totalmente sobre a resistência do box. Compactei o tabaco neles e o box mal se marcou haiuehuiaheae

      Abração e no aguardo do Free Blue iTaste, pois é o cigarro que meu amado padrinho fuma desde que me lembro dele.

      - BRC.R.

      Excluir
    3. "Free, uma questão de bom senso". E pensar que foi uma maneira de copiar o slogan do Galaxy: "Galaxy, a decisão inteligente". Realmente não dá para trocar Dunhill Carlton Blend por Free iTaste Red. Seria uma troca descabida, dada a qualidade e sabor do primeiro.

      Guilherme, viu como o box do Free é bom? Um dos melhores do mercado!

      Pode aguardar que a postagem sobre o Free iTaste Blue já está chegando a jato! Tenho um carinho bem especial pelo Free Blue (o antigo), pois ele já me ajudou em um momento importante da vida. Mas isso fica para a postagem!

      Grande abraço e... boas fumaceiras!

      Excluir
  2. Exatamente. Gosto de sabonete.

    Quando fumei o Free Prata eu senti ele queimando a garganta. É meio sem gosto.

    Concordo totalmente quando diz que cigarros com teores mais baixos, se sente mais química.

    ResponderExcluir
  3. Olá Roberto, pode me esclarecer uma dúvida? Para quem quer começar a fumar, optar pelo Free One é uma boa opção?

    Agradeço desde já, passar bem.

    ResponderExcluir
  4. Meu bem não comece pois e na primeira tragada que viramos escravos siim escravos,não existe opção melhor de cigarro,todas te causam centenas de coisas cedo ou tarde queria ser hoje como vc com opção de não querer, pois não tenho essa opção já sou escrava dele dependo dessa porcaria que so faz mau,sei que já deve saber disso porem nunca e de mais falar espero q não tenha começado ,sou fumante porém jamais vou fazer apologia a cigarro algum 🚬👎 forte abraço ✌

    ResponderExcluir
  5. Gosto forte e queima os lábios e o céu da boca. Horrível. Gosto de formol, lembra o cheiro de Crack. Já vi várias pessoas e a mesma sensação.

    ResponderExcluir
  6. acabei de comprar um eletronico, cigarro ruim por ruim, vou para o eletronico. Detestei a troca de filtro do free azul

    ResponderExcluir
  7. Eu também não gostei do novo filtro, fiquei mal no terceiro dia, pigarro, tosse seca, horrível. Vou mudar de marca. Ou melhor parar de vez de fumar. Bosta de mudança.

    ResponderExcluir
  8. um absurdo a souza cruz só pode ta querendo fazer um ataque genocida em massa isso sim!!!

    ResponderExcluir
  9. Uma trama tão bem elaborada que a nicotina forma o desenho de um pentagrama no filtro novo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk fica a dica!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No free tarde + filtrar tb? Não encontrei o pentagrama...

      Excluir
  10. Simplesmente horrível. Detestei. Vou mudar de marca.

    ResponderExcluir
  11. Não sei se foi só comigo mas achei que os dentes ficam marcados c nicotina muito rápido. Dá lhe limpeza! !!

    ResponderExcluir
  12. Não sei se foi só comigo mas achei que os dentes ficam marcados c nicotina muito rápido. Dá lhe limpeza! !!

    ResponderExcluir
  13. pra mim todos idiotas,,pq alem de saberem que faz mau e muito mau,continuam fumando,ignorantes alem de ficarem doentes por dentro ainda estão podres por fora, pq vai feder assim,,la na china,,,kkkk!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Conhece a frase. As vezes é melhor ficar calado e deixar os outros acharem que vc é um idiota. Do que abrir a boca e eles terem certeza disso.

      Excluir
    2. Conhece a frase. As vezes é melhor ficar calado e deixar os outros acharem que vc é um idiota. Do que abrir a boca e eles terem certeza disso.

      Excluir
  14. I got my first electronic cigarette kit at VaporFi, and I think its the best kit.

    ResponderExcluir
  15. Adorava o outro,acho um desrespeito com o cliente essas mudanças. Tive alergia,pigarro.Não vou procurar outro. Tenho que parar? Acho burrice da empresa mudar o cigarro!!

    ResponderExcluir
  16. Não lí todo o papo, mas antes fazia pesqueisa de microfuros em cigarros, e nenhuma foto achei na net. EuFumo cigarro do paraguay, barato, boa qualidade, não muda sabvor e gosto, é de boa qualidade, mas é muito forte pra mim, uso uma agulha e no pé do filtro faço uns 10 a 15 furos, onde isso faz eu fumar mais ar que fumo tabaco, meu cigarro forte fica free, leve e gostoso. O mesmo é feito com free e todas marcas a Sousa Cruz no passado só com filtros pardos, se tornaram brancos, filtro pbranco é sinal de fumo fraco, não existe fumo fraco sem gastos, é mentira existe cigarros fracos, com micro furos, na base de seu filtro, só olha e observar com uma lente, lupa. vai ver. Estes vários micro furos ou carreiras de micros furos que fazem um free normal ou zero free, é tanto furo, que se fumo so ar e 10% de nicotina, é o comércio, o segredo da coisa.
    Eu furo meu cigarro, ele é forte demais pra mim, mas com furos vira seda.

    ResponderExcluir
  17. O Governo deveria proibir a venda de cigarros. Ou fazer um pra quem não consegue largar. Sem tanta química.

    ResponderExcluir